Para que serve a terapia

Eu sempre me espanto quando penso que durante a maior parte da existência de nossa espécie, vivemos, em média, menos da metade do tempo que vivemos hoje. Não apenas vivemos mais que o dobro do que a maioria de nossos ancestrais, vivemos em condições muito diferentes e com oportunidades e desafios inéditos.
Nossas relações, nosso trabalho, lazer e saúde são totalmente atravessados por tecnologias e estruturas que não existiam 20 ou 30 anos atrás.
E mesmo assim, ainda estamos tentando nos adequar a uma ideia de “felicidade” e “sucesso” que se um dia foi verdade(o que eu duvido), já não é mais.
Você provavelmente cresceu se preocupando sobre quem você seria quando crescesse, sobre o que você “faria da vida” ou até, se teve sorte, pensando em como ser feliz.
Mas tentar “ser feliz” pode ser tão frustrante quanto tentar medir sucesso pelas suas conquistas profissionais.
Há uma frase de Clarice Lispector que diz assim: “O fácil nunca me interessou. Já o obviamente impossível sempre me atraiu – e muito.”
Essa citação tem muito a ver com nossas insatisfações pois o desejo é, para a psicanálise, central. Em sua essência poderíamos dizer que ele é inatingível. Mas também podemos dizer que o principal objetivo de fazer terapia, de fazer análise, é passar a desejar aquilo que de fato podemos viver, alcançar. Ao menos em algumas questões de nossas vidas, é claro.

Embora seja uma vontade bem comum, não é realista querer decifrar a si mesmo a um ponto em que tudo que sentimos e pensamos faça sentido. Menos ainda o que sentem, pensam e fazem os outros.
Digo mais: grande parte de nossa insatisfação vem de uma tentativa de tentar fazer sentido das coisas, queremos que tudo, desde o que nos acontece até o que sentimos e fazemos, tenha uma lógica que combine com o que já sabemos sobre o mundo. Mas como poderia algo que nunca vivemos antes, fazer sentido diante do que sabiamos até agora?

O nosso objetivo poderia ser bem simples: que você aprenda a ser bom consigo mesmo, porque é muito difícil gostar de viver quando alguém está sendo ruim conosco o tempo todo.
Precisamos, então, entender ou elaborar um pouco do que acontece dentro de nós.
E nesse processo, aprender a desejar o que é possível e então realizar esses desejos da melhor forma que conseguirmos.
E em um processo de terapia podemos, juntos, descobrir quais desejos são possíveis, os que nos apoiam a viver uma vida que faça mais sentido para nós e como elaborar respostas para esses desejos que sejam realizáveis para nós.
Isso te interessa?

 

***

Se você tem interesse em conversar comigo para nos conhecermos e descobrirmos juntos se poderíamos estabelecer uma boa relação como terapeuta e paciente, podemos marcar uma conversa rápida, sem custo. Esse encontro inicial dura entre 15 e 20 minutos.

A marcação da conversa inicial e o esclarecimento de quaisquer dúvidas que você tenha podem ser feitos pelo WhatsApp, em +55 21 975 248 749.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.