Samhain — O Ano-Novo das Bruxas (com sugestão de Ritual)

Samhain – 30 de Abril a 01 de Maio (Hemisfério Sul), 31 de Outubro (Hemisfério Norte)

Se você não conhece ainda o conceito de Roda do Ano, clique aqui e leia meu texto sobre o assunto.

Este é o Sabá que encerra e reinicia o ciclo da Roda do Ano e era considerado o Ano Novo para os povos celtas, sendo por muitos considerado o Ano Novo das Bruxas. Acreditava-se que, durante este período, o véu que separa o mundo físico dos outros planos da existência ficaria mais fino seria, portanto, possível vislumbrar outros planos. Acredita-se que esta celebração originou o Halloween e o Dia de Finados. 

É um Sabá ligado aos ancestrais e aos mortos, mas a força desta data não é invocá-los para perto de nós, mas lembrá-los e enviar amor e harmonia. Para aqueles que celebram a Deusa e o Deus, é neste festival que o Deus morre e a Deusa lamenta e entra em sua fase Anciã, sua fase escura. Neste período, refletimos sobre o que precisamos transmutar em nossas vidas e sobre que precisa ser deixado para trás no ciclo antigo, bem como o que precisamos realizar no ciclo novo.

Como o último festival da colheita, ele marca o recrudescimento da vegetação e a diminuição da luz solar, com a chegada do inverno. É um período de introspecção e reflexão profundas, em que, assim como a natureza, nos fechamos em nós mesmos em busca de nossas verdades.

Sugestão de Ritual

A maçã, a romã e a abóbora, bem como todos os alimentos feitos com elas, são grandes temas deste Sabá e qualquer uma delas é uma boa opção para sua celebração. 

Você vai precisar de:

  • Algumas maçãs, romãs ou uma pequena abóbora (você não precisa dos três itens, basta um)
  • Alimentos feitos com os ingredientes acima (opcional)
  • Suco ou sidra de maçã
  • 1 vela preta, roxa ou laranja (mas se você só tiver branca, ela substitui)
  • 1 copo ou taça de vidro, cobre ou estanho
  • 1 folha de papel 
  • 1 lápis ou caneta

Opcionais:

  • 1 incenso dentre os listados nas correspondências (opcional)
  • Flores da estação
  • O oráculo de sua preferência
  • 1 varinha, bastão ou punhal ritualístico(que pode ser sem fio de corte)
  • 1 caldeirão, ou uma vasilha/panela de ferro, vidro ou barro

Escolha um momento do dia em que possa ter tranquilidade para ficar sozinho por pelo menos 30 minutos. O Ritual pode ser feito em qualquer cômodo ou local, à exceção do banheiro.

Limpe uma área que servirá como seu espaço mágico. Basta que tenha espaço o suficiente para você e e para que os itens fiquem dispostos em sua frente. Pode ser no chão, ou em uma mesa. Quando o espaço estiver limpo e seco, disponha seus itens rituais, sendo a vela/vasilha/caldeirão no centro. Sirva a bebida escolhida no cálice e coloque no espaço. Você pode decorar com flores da estação e cascas das frutas sugeridas. Pode também forrar com um tecido nas cores das correspondências. 

Antes de começar, utilize a varinha/bastão/athame para traçar um círculo imaginário à sua volta, em sentido horário. Ou, caso não tenha um athame, simplesmente gire em sentido horário e visualize um círculo de luz branca no formato à sua volta. Então diga o seguinte:

“Eu lanço ao meu redor e ao redor deste espaço sagrado, um círculo de poder para minha proteção, meu escudo e um canal e ponte de comunicação entre o mundo da matéria e o mundo espiritual. Apenas o que é para meu Bem-Maior pode entrar neste espaço. Pela força da Deusa e do Deus, assim é!”

Se você pratica ou conhece algum tipo específico de banimento, pode realizá-lo também. O Banimento da Espada pode ser realizado neste momento ( Banimento da Espada é um um poderoso encantamento de proteção que eu ensino aos alunos da minha comunidade por assinatura, Legião Aquarius)

Posicione-se confortavelmente e dedique alguns momentos a refletir sobre pessoas queridas que já se foram de sua vida. Dê especial atenção aqueles que faleceram, mas está tudo bem pensar em quem simplesmente se afastou e não faz mais parte do seu círculo próximo. Imagine que está enviando amor, harmonia e paz para todos eles. Tenha em mente que você não está se conectando com as pessoas que conheceu, mas com uma versão sábia delas, que vai além das experiências que vocês tiveram.

No pedaço de papel que você separou, escreva o que você precisa deixar para trás, hábitos que precisa abandonar ou mudar, problemas que você gostaria de superar.

Agora acenda a vela (pode ser dentro do caldeirão ou vasilha) e o incenso. Corte um pedaço da fruta  escolhida e deixe o restante no seu altar. 

E diga a seguinte invocação, em voz alta ou mentalmente:

“Ar, Fogo, Água e Terra, pilares da Criação, forças elementais do Universo, eu invoco seus poderes neste ritual! Sejam bem-vindos! Deusa e Deus, eu invoco sua presença neste ritual! Sejam bem-vindos!”

“Neste Sabá de Samhain, eu celebro sua presença

Deus Sol, eu celebro sua viagem à Terra da Juventude,

Deusa Mãe, eu honro o seu pesar

Relembro e honro todos aqueles que já partiram desta existência e de todos que ainda irão partir

Mãe Poderosa, ilumina minha escuridão

Ouça meu chamado

Mostre-me sua luz”

Saboreie o pedaço de fruta que você cortou. Observe o fogo que você acendeu por alguns momentos, olhe para a chama com atenção.

“Deusa, invoquei estas chamas para pedir sua graça

Que tudo que precisa ser transformado para meu Bem-Maior

Assim o seja por este fogo

Que os males que me afligem se convertam em bem

Que as trevas que anuviam minha vida sejam feitas em luz

Que minhas mortes sejam feitas em renascimento

Que tuas chamas espirituais purifiquem tudo que precisa ser transformado para melhor em minha vida e meus corpos”

Dedique alguns momentos a pensar em todas as milhares de bruxas que já celebraram este ritual, girando em círculos à sua volta, elas vieram abençoar seu Sabá. Agora, caso você possa fazer isso, acenda o papel em que você escreveu e o coloque dentro do caldeirão ou vasilha para queimar em segurança. Caso não possa queimá-lo, imagine-o queimando e o jogue fora no dia seguinte. Determine mentalmente que tudo que você pediu está sendo transformado para seu Bem-Maior.

Beba o conteúdo do cálice, coma um pouco dos alimentos. Tenha consciência de que está fazendo um banquete sagrado com os deuses. 

Agora, você pode utilizar seu oráculo para receber orientações, pode fazer exercícios de regressão às suas vidas passadas, pode realizar encantamentos (embora o ritual em si já tenha sido um encantamento).

Ao terminar todas as atividades, diga o seguinte:

“Deusa e Deus, lhes agradeço por sua presença em meu Sabá. Agradeço as graças alcançadas. Terra, Água, Fogo e Ar, agradeço suas presenças neste Ritual! O círculo está aberto mas não rompido. Assim é!”

Se você pratica ou conhece algum tipo específico de banimento, pode realizá-lo também. Meus alunos podem realizar o Banimento da Espada.

O ritual está concluído e você pode seguir com seu dia.

Correspondências de Samhaim:

Temas: morte e renascimento, transformação, descanso, silêncio, recomeços, proteção, sucesso e objetivos futuros

Símbolos: abóboras, maçãs, folhas caídas, ossos, caules secos, luas minguantes, gatos

Ferramentas: caldeirão, oráculos

Cores: preto, roxo, laranja

Pedras: ônix, obsidiana, turmalina negra, hematita, cornalina

Alimentos: abóboras, maçãs, carnes, vinhos, sidras, nozes, romãs, batatas

Incensos: mirra, patchouli, sálvia, benjoim, sândalo, erva-doce

Ervas: louro, canela, alho, gengibre, alecrim, artemísia, sálvia

Sugestões de atividades: listas de objetivos para o novo ciclo, queima de pedidos no caldeirão, cozinhar pratos mágicos com intenções para o novo ciclo, relembrar e honrar seus ancestrais com memórias, objetos com valor sentimental e criando um espaço para eles em seu altar, praticar com seu oráculo de preferência, acender velas nas cores do Sabá e fazer pedidos.

Conta para mim nos comentários como foi o seu Sabá! 

***

Se você gosta de mim e dos materiais que eu compartilho, você pode receber minhas atualizações especiais via WhatsApp! Basta salvar o contato +55 21 975 248 749 na agenda do seu celular e me enviar um “Oi, quero entrar na lista de mensagens!” e pronto! Sempre que eu tiver algo especial, mandarei para você por lá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *